Banner da página das Nossas Notícias

Nossas Notícias

Home » Nossas Notícias » ASCOMCER sediará 12º Congresso Nacional da Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer

ASCOMCER sediará 12º Congresso Nacional da Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer27/04/2018

O 12º Congresso da Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer será realizado nos dias 21, 22 e 23 de Novembro, com a expectativa de mais de mil voluntários de todo o país. O evento vai acontecer pela primeira vez em Minas Gerais, sediado em Juiz de Fora e organizado pela ASCOMCER, com o objetivo de fortalecer o voluntariado da rede e discutir a temática do combate ao câncer. 
 
A proposta do 12º Congresso da RFNCC é proporcionar debates, reflexões, compartilhar conhecimentos e experiências inspiradoras, que nos levem a ampliar o engajamento para diminuir a desigualdade existente nos tratamentos oncológicos no Brasil.
 
O primeiro palestrante já foi confirmado e abordará o tema “A Importância do Voluntariado”. Rossandro Klinjey é Psicólogo Clínico, Mestre em Saúde Coletiva e Doutorando em Psicanálise, além de ser atualmente o psicólogo convidado do programa da Rede Globo “Encontro com Fátima Bernardes”. 
 
As inscrições para o Congresso já estão abertas e disponíveis no site oficial do evento: www.congressocombateaocancer.com.br
 
A Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer (RFNCC) é uma entidade filantrópica brasileira sem fins lucrativos, fundada em 6/5/1978 por Carmen Annes Dias Prudente e iniciada em São Paulo, com o objetivo de prestar assistência gratuita a pacientes oncológicos carentes e difundir informação útil para a prevenção da doença. Seus trabalhos voluntários começaram bem antes, em 1938, trabalhando na Associação Paulista de Combate ao Câncer. Em 46, Carmen e outras voluntárias criaram a Rede Feminina de Combate ao Câncer que, ao longo do anos, agregou mais voluntários e maior arrecadação de fundos e donativos, até ser ampliada oficialmente ao âmbito nacional em 78.
 
A Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer é regida pelos pilares da PREVENÇÃO (ações e campanhas de conscientização, mobilizações, ofertas de exames, etc), PARCERIAS (sensibilizando diversos segmentos, dentre os quais Executivo, Legislativo, Judiciário, classes empresariais e outras entidades) e, principalmente, VOLUNTARIADO. 
 
Atualmente a Rede tem unidades em 22 estados do território nacional, com mais de três mil voluntários em sua totalidade, sendo estas equipes voluntárias formadas majoritariamente por mulheres que desenvolvem importante trabalho assistencialista. O trabalho voluntário da Rede Nacional oportuniza esclarecimentos sobre a doença, ajudando a dissipar o estigma que a cerca, além de trabalhar na prevenção da doença; cada rede ou liga de acordo com suas características regionais. Dentre as atividades mais características das voluntárias da Rede está a assistência psicológica e auxílio material a pacientes carentes (pagamento de exames, consultas, medicamentos e procedimentos cirúrgicos), através de parcerias com as várias instâncias do Governo e diversas instituições brasileiras.
 
A ASCOMCER é a única instituição do Estado de Minas Gerais vinculada à Rede Feminina Nacional e, por manter o Hospital Maria José Baeta Reis em Juiz de Fora, se distingue da grande maioria das unidades que são Casas de Apoio (ou instituições atuantes dentro de Hospitais diversos).   
 
 

Fotos

 
 


 

© 2015. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

logotipo da agência digital ato interativo